O presidente do Paços de Ferreira garantiu hoje que o «fato de macaco» será o traje de gala da equipa na final de sábado da Taça da Liga de futebol, acreditando numa vitória frente ao Benfica.

«Não vai haver fato ou tacão novo para a final de sábado, estamos mais preocupados em por o fato de macaco para ganhar o jogo ao Benfica», afirmou Carlos Barbosa, em declarações à Agência Lusa.

O presidente pacense, que garantiu «já ter sonhado levantar o troféu», revelou estar «mais confiante» nesta segunda presença da equipa numa final, depois de ter perdido o jogo decisivo da Taça de Portugal de 2008/09 com o FC Porto (1-0).

«A primeira é sempre a primeira, mas já nos começámos a habituar às finais. Estamos metidos nisto e queremos ganhar. Esperamos levantar a taça e penso que isso é possível», referiu, confirmando a existência de um «prémio melhorado» em caso de vitória, mas sem revelar os valores.

Para Carlos Barbosa, o envolvimento dos “encarnados” em várias frentes, casos da Liga Europa e da Taça de Portugal, não confere qualquer vantagem aos pacenses.

«O Benfica tem feito uma gestão grande do plantel, mas isto é uma competição diferente, uma final e esperamos o melhor Benfica», sublinhou.

O Paços de Ferreira vendeu 4.700 bilhetes para a final de Coimbra, preenchendo apenas oito autocarros na campanha que a direcção dedicou aos sócios, possibilitando-lhes levar um acompanhante num “kit” de 20 euros que assegura transporte, cachecol e bilhete, um registo que fica aquém dos mais de 10.000 ingressos vendidos na final da taça de 2008/09.

Carlos Barbosa reconheceu que «podia ter sido melhor», mas lembrou que «o Paços já está habituado a jogar com o Benfica em ambientes adversos» e «o mais importante é o estádio estar cheio e o Paços ganhar».

O presidente dos “castores” explicou tratar-se de «uma estratégia da direcção diferente da que foi tomada para a Taça de Portugal», para «beneficiar os sócios, a quem é permitido levar um acompanhante» e evitando levar adeptos do clube adversário.

Para chegar à final da Taça da Liga, o Paços de Ferreira começou por eliminar o Leixões, da Liga de Honra (1-1 fora e vitória caseira por 2-1), vencendo depois o Grupo C, somando por vitórias os jogos disputados frente ao Arouca, da Liga de Honra, Sporting de Braga e Vitória de Guimarães.

À semelhança do que sucedeu na Taça de Portugal de 2008/09, os “castores” venceram o Nacional na Madeira (4-3) e garantiram o “passaporte” para a final, que vai disputada no sábado frente ao Benfica, no Estádio Cidade de Coimbra, a partir das 20:45.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.