O treinador do Casa Pia, Rui Duarte, prometeu hoje apresentar uma equipa "forte" e com ambição para o jogo de quinta-feira com o FC Porto, da segunda jornada do Grupo D da Taça da Liga em futebol.

"Vamos tentar desfrutar, mas com responsabilidade e para tentar ganhar. Todas as oportunidades são boas para mostramos o nosso valor. Vamos apresentar uma equipa forte, que possa encarar o jogo de forma realista", disse o técnico, em conferência de imprensa.

Rui Duarte deu o exemplo do empate 1-1 conquistado na terça-feira pelo Sporting da Covilhã frente ao Benfica para inspirar os jogadores: "É um exemplo claro de duas equipas de campeonatos diferentes e prova que pode ser um jogo competitivo".

Com poucas possibilidades de seguir em frente na prova, uma vez que perdeu na primeira jornada e o FC Porto já soma três pontos, enquanto o Desportivo de Chaves é líder, com seis pontos em dois jogos, o treinador português reconheceu que o campeonato é a prioridade e que o "clube já alcançou o objetivo" na competição, ao estar presente na fase de grupos, admitindo 'rodar a equipa' contra os ‘dragões’.

Apesar de a Taça da Liga ser habitualmente utilizada pelos ‘grandes' para proporcionarem minutos a jogadores menos utilizados do plantel, o treinador do Casa Pia manifestou a expectativa de um FC Porto intenso e fiel à sua identidade.

"O Sérgio [Conceição] é um treinador bastante intenso. Tive oportunidade de trabalhar com ele, sei bem a intensidade dos treinos dele e dos jogos. Acho que também vamos estar preparados para isso, porque eu também gosto de intensidade. Esperamos um FC Porto bastante agressivo, a querer resolver o jogo desde os primeiros minutos, mas vamos entrar fortes e tentar implementar o nosso jogo", garantiu Rui Duarte.

O desafio assinala igualmente o reencontro entre Rui Duarte e Sérgio Conceição, depois de se terem cruzado no Olhanense, quando o primeiro era ainda jogador e o técnico ‘portista' dava os primeiros passos ao comando de uma equipa de futebol.

"O Sérgio é um amigo e uma referência para mim enquanto treinador. Durante o tempo que trabalhei com ele, tive a sorte de poder aprender muita coisa, perceber a sua identidade e o que pretende para as suas equipas. Por isso, é um jogo especial também para mim. É um treinador que não engana. Tudo o que ele quer, faz a equipa transparecer dentro de campo, com atitude e compromisso. E eu trago esses valores também comigo", assinalou.

Presente na conferência de imprensa esteve ainda o médio Kikas, que considerou "especial" o embate com o FC Porto. Prometendo respeito pelos ‘dragões', que disse estarem recheados de "grandes jogadores", o futebolista do Casa Pia assegurou que o clube "vai dar uma boa resposta" na partida.

O desafio entre o Casa Pia e o FC Porto, da segunda jornada do Grupo D da Taça da Liga, está marcado para esta quinta-feira, às 20:15, no Estádio Pina Manique.

*Artigo corrigido e atualizado. O treinador do Casa Pia é Rui Duarte e não Rui Borges, como anteriormente referido.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.