Sérgio Conceição deixou grandes elogios ao Leixões, considerando que o FC Porto jogou num terreno difícil. O treinador dos 'dragões' sublinhou ainda que ganhar a Taça de Portugal é um "objetivo".

Jogo menos conseguido: "Não é bem assim. Vamos ver em que contexto jogámos. Jogámos contra uma equipa que analisámos, uma equipa verdadeiramente competitiva, difícil jogar aqui. Estávamos em cima de um terreno difícil, com muita areia misturada, tecnicamente torna o jogo mais fraco, onde é difícil sobressair algumas situações do processo ofensivo. É natural que se torne mais fácil para quem defende, para quem tem de ir à procura do resultado fica mais difícil. A primeira parte foi boa, na segunda parte baixámos um pouco o ritmo. O Leixões tem uma boa equipa, criou-nos algumas dificuldades. Deixamos de ter bola e quisemos esticar o jogo quando devíamos ter ficado em posse. O Leixões fez um bom golo, fomos ao prolongamento e o prolongamento foi todo nosso, era a nossa obrigação dar esta resposta e ganhar o jogo."

Mudanças: "O André Pereira não jogava há algum tempo, o Fernando também, o Óliver foi entrando... Mudei alguns jogadores e é normal que com o decorrer do jogo, com um terreno que cansa, houvesse uma gestão inconsciente. Não faz parte do nosso processo, não vi uma equipa a deixar correr o tempo, sempre que pudemos procurámos a baliza adversária. Jogámos contra um adversário que nos criou dificuldades, equipa aguerrida, foi um bom jogo e um bom espetáculo dentro do possível".

Banco fez a diferença: "Não é por os jogadores que jogaram terem menos qualidade, nada disso. Tem a ver com a frescura dos jogadores que entraram.

Meia-final da Taça de Portugal: "É um objetivo nosso. É sempre importante."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.