Filme do Jogo

O FC Porto venceu hoje o Belenenses por 2-0, num bom jogo da quarta eliminatória da Taça de Portugal em futebol, juntando-se aos já apurados Benfica, Sporting e Aves, detentor do troféu, nos oitavos de final da prova.

Os campeões nacionais somaram a oitava vitória consecutiva, em todas as competições, e impuseram a segunda derrota fora aos 'azuis' (só tinham perdido na visita ao Varzim, por 2-1, para a Taça da Liga) graças aos golos de Soares, aos 12 minutos, e de Otávio, aos 58, três minutos depois de ter desperdiçado uma grande penalidade.

FC Porto com um novo esquema

O FC Porto surpreendeu com um esquema de três defesas, competindo a Corona, um dos principais desequilibradores no primeiro tempo, assumir as despesas defensivas no corredor direito, e apostando uma frente de ataque alargada, com André Pereira e Adrián López, já com quatro golos na prova, ao lado do 'repetente' Soares.

Otávio no meio campo e Fabiano, o guarda-redes destacado na Taça de Portugal, completaram as novidades num 'onze' muito forte e agressivo na recuperação e que, quando em posse de bola, colocava muita gente na frente.

O Belenenses, com Lucca e Reinildo de início, comparativamente ao jogo da Taça da Liga, no domingo passado (derrota por 1-0 diante do Chaves), foi fiel às suas ideias, procurou ter bola e jogar a partir de trás, mas a dinâmica e solidariedade dos campeões nacionais retirou-lhes espaço e bola, remetendo a equipa para junto da sua área, num domínio portista por vezes avassalador.

Primeira parte: Golo prematuro do FC Porto com um grande entendimento no ataque

Quase sempre em superioridade numérica e mais rápidos sobre a bola, os portistas chegaram cedo à vantagem, aos 12 minutos, num lance iniciado na direita por Corona, que viria a oferecer o golo a Soares, após combinação de qualidade com Adrián López.

André Pereira e Herrera, logo a seguir, desperdiçaram o segundo tento, num lance em que também brilhou Mika, chamado a mostrar serviço de novo aos 34 minutos, num cruzamento-remate de Óliver.

Segunda parte consolida passagem do FC Porto à próxima fase

Com apenas três remates no primeiro tempo, só dois deles enquadrados, o Belenenses surgiu mais afoito depois do intervalo, com Licá declaradamente na esquerda para conter Corona, tendo-lhe pertencido as primeiras iniciativas, mas na resposta, aos 55 minutos, o FC Porto dispôs de uma grande penalidade, por carga nas costas a Herrera na área visitante.

Dos 11 metros, Otávio permitiu a defesa de Mika, mas redimiu-se três minutos depois, numa recuperação e assistência de Soares, que o compatriota aproveitou para tirar vários adversários da frente, antes do remate vitorioso.

O ritmo baixou ligeiramente, mas o FC Porto manteve-se sempre por 'cima' e até podia ter voltado a marcar, com Soares e Sérgio Oliveira, isolados, a esbarrarem em Mika, em bom plano. O Belenenses, por Eduardo e Licá, aos 75 e 89 minutos, também ficou perto de reduzir, mas Fabiano resolveu.

O FC Porto juntou-se aos rivais lisboetas Benfica e Sporting, assim como ao Desportivo das Aves, detentor do troféu, que já estavam apurados para os oitavos de final da Taça de Portugal, cujo sorteio está marcado para sexta-feira.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.