A equipa da freguesia bracarense de Merelim S. Pedro, oitava da Zona Norte da II divisão, aproveitou bem o factor casa - adaptou-se melhor ao mau estado do relvado e às suas reduzidas dimensões – e foi quase sempre superior ao Carregado, 10.º da Zona Sul do mesmo escalão.

Os golos, um em casa período, foram o corolário disso mesmo, primeiro por Zé Manel (25 minutos), concluindo com um belo chapéu uma assistência de Beck e, depois, cabendo a este marcar com simplicidade (66).

O Merelinense ainda desperdiçou uma grande penalidade (mão na bola de Moisão) na primeira parte, mais precisamente aos 28 minutos, com Paulinho Lopes a rematar fraco e denunciado, permitindo a defesa a Hugo Cardoso.

O Carregado até entrou bem e Moisão (10 minutos), de muito longe, obrigou Paulinho a defesa atenta, mas o Merelinense rapidamente tomou conta do jogo, inaugurando o marcador aos 25 minutos.

No segundo tempo, os visitantes entraram com vontade de equilibrar a contenda, mas apenas o conseguiram em termos de posse de bola, tendo sido Rufino a desperdiçar a melhor ocasião para marcar (54 minutos), quando não conseguiu ladear o guarda-redes e concluir um rápido contra-ataque do Merelinense.

O único lance em que o Carregado esteve perto do golo na segunda parte surgiu aos 62 minutos, mas Vítor Gomes, em boa posição, rematou muito por alto e quatro minutos depois o Merelinense “matou” a eliminatória.

O defesa central Varela, com uma péssima entrada em jogo, falhou uma recepção, permitindo a Paulinho Lopes centrar para o desvio de Beck.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto