A equipa do Pinhal Novo, que está no oitavo lugar da Zona Sul da II Divisão, entrou melhor na partida frente ao líder da Zona Norte, o Tirsense, e esteve perto de inaugurar o marcador logo aos quatro minutos, quando o avançado Miran, que já jogou no escalão principal, amorteceu com o peito para o remate ao lado de Mustafa.

O Pinhalnovense carregava e dominava por completo o jogo, tendo chegado ao golo aos 20 minutos, por Quinaz, na marcação de uma grande penalidade, por derrube do guarda-redes Pedro Albergaria a Miran.

O Tirsense nunca se encontrou e não conseguiu criar qualquer lance de perigo para a baliza de Pedro Alves nos primeiros 45 minutos, tendo visto ainda um golo anulado ao Pinhalnovense por fora de jogo de Pedro Alves, um dos mais perigosos da equipa orientada por Paulo Fonseca.

Na segunda parte o Pinhalnovense diminuiu a velocidade do seu jogo e o Tirsense subiu mais no terreno, mas a equipa de António Rocha não conseguia criar lances de perigo.

O Pinhalnovense procurava explorar o contra-ataque e foi de novo Pedro Alves, o melhor jogador em campo, que, aos 63 minutos, ganhou a linha de fundo pelo lado direito e cruzou para a cabeça de Miran, que fez o segundo golo da equipa da casa.

O técnico António Rocha mexeu na equipa, mas o Tirsense não conseguia chegar à baliza de Pedro Alves com perigo e foi mesmo o Pinhalnovense a estar por três vezes perto do terceiro golo, com Pedro Alves e Miran a desperdiçarem as oportunidades.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.