O Famalicão, clube da II Liga, volta a receber outro ‘grande’, depois de na época passada ter aberto as portas ao FC Porto para a Taça da Liga [vitória de 1-0 para os famalicenses]. Agora, o adversário é o Sporting e o jogo, referente à terceira eliminatória da prova rainha em Portugal, é a eliminar.

“Os famalicenses estão a viver este jogo com o espírito característico da Taça de Portugal, que é um espírito de festa e de alegria, ainda mais porque vamos receber um clube com grande prestigio e projeção a nível nacional e internacional, que vai proporcionar certamente um excelente espetáculo de futebol”, começou por dizer Paulo Cunha, presidente da CM de Famalicão, em exclusivo ao SAPO Desporto.

Recentemente, o Famalicão viveu momentos complicados depois da saída de Ulisses Morais do comando técnico do clube minhoto, cuja direção escolheu, esta quarta-feira, Nandinho, de 43 anos, para o substituir.

“O Famalicão é um clube forte e coeso, com um projeto sólido e muito bem definido, que não se deixa abalar pelos resultados menos conseguidos dos últimos tempos. Não sinto que falte tranquilidade ao clube”, disse o dirigente.

Paulo Cunha avisa Jorge Jesus: “Podem contar com um Famalicão motivado, ambicioso e determinado, até porque vai jogar com um clube grande e isso representa um desafio acrescido para os jogadores e para a massa adepta que vai viver este jogo com grande entusiasmo e emoção. Estão reunidas as condições para termos um bom jogo de futebol”.

Há cerca de um ano, quando o Famalicão recebeu e venceu o FC Porto, o clube minhoto atravessava uma fase mais positiva, em que conseguiu disputar a subida de divisão quase até às últimas jornadas. Agora, à 10.ª jornada da edição 2016/17 da II Liga, o Famalicão está no 18.º lugar, apenas com nove pontos.

“A II Liga é um campeonato extremamente exigente e competitivo. É como uma maratona, que se vai conquistando etapa a etapa. E, neste momento ainda estamos na fase inicial. Há muito caminho pela frente”.

Paulo Cunha, que irá marcar presença nas bancadas, tem a certeza que o seu público vai comparecer em massa para apoiar o clube da cidade, contrariando o que se vê em muitos clubes da I Liga.

“Em Famalicão está bem presente a paixão pelo futebol. Só assim se explica que Famalicão seja um dos clubes que mais adeptos mobiliza em Portugal, tendo melhor registo de espetadores do que muitos emblemas do escalão maior. Por isso, não tenho dúvidas que teremos uma boa casa, pintada de azul e branco. A cidade está unida em torno do clube, as pessoas identificam-se com o emblema e há uma vontade enorme de apoiar e de ver bem representado o concelho”.

Famalicão e Sporting defrontam-se a partir das 20h15 de amanhã, no encontro que abre a terceira eliminatória da Taça de Portugal.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.