O treinador do Beira-Mar, Ulisses Morais, não assume favoritismo para a partida com o Farense, da II divisão, mas quer “dedicação, concentração e atenção ao máximo” para seguir em frente na Taça de Portugal de futebol.

«Esta prova, pela tradição que tem e por ser a eliminar, merece uma abordagem com seriedade e quem não estiver preparado poderá deixar-se surpreender», disse o técnico em conferência de imprensa.

Ulisses Morais destacou que acredita que nestes jogos «há uma probabilidade de 50/50», destacando «o respeito que o adversário merece», bem como o «fator surpresa» da competição.

«Se a humildade e o entendimento forem postos em prática, sem qualquer momento de relaxamento, discutiremos o jogo de forma séria e consciente», independentemente da diferença de escalões entre as equipas, afirmou o técnico.

Em relação ao Farense, Ulisses Morais destacou que é «uma equipa, que ocupa o primeiro lugar, com mais vitórias do que empates e derrotas», cujo plantel «tem um misto de experiência e maturidade, mas também com irreverência.»

O treinador recordou os tempos em que os dois clubes coincidiram no escalão principal do futebol português e sublinhou que «o passado não é só museu, e o Farense tem história grande.»

«Nos últimos anos não tem dado continuidade à história do clube, mas é uma equipa a tentar erguer-se», garantiu Ulisses Morais, que concluiu: «Os mais novos não o conhecem, mas os de meia-idade recordam-se o quão difícil foi sempre defrontá-lo.»

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.