Ricardo Sousa, treinador do Mafra, analisou a noite histórico depois da vitória sobre o Portimonense (4-2) e o apuramento para as meias-finais da Taça de Portugal.

Fez-se história

"Queríamos continuar a sonhar e a fazer história. Ficou demonstrado que não existem impossíveis. Tinha a certeza absoluta que vínhamos aqui ganhar. Uma vitória inteiramente justa pela qualidade da minha equipa. Tenho aqui meninos que jogariam na I Liga, Fácil e ficou aqui a prova."

Momento

"O momento é histórico. Desde Vila Franca de Xira que sonho com a final. Queremos continuar o nosso sonho, a nossa caminhada, vamos jogar com o Tondela, não nos vamos encolher, porque joguemos contra quem for não vamos jogar com o autocarro à frente da baliza. Vamos jogar ao ataque, com pressão alta e os jogadores vão ter, mais uma vez, como fizeram hoje, de se valorizarem. É uma vitória da cidade, é também uma vitória para o público, o clube está a crescer e ficamos muito gratos de nos ter sido a oportunidade de representar este grande clube."

Agora as meias-finais

"Vai continuar a ser um sonho. Tenho a certeza que o Tondela já nos respeitava. Temos um processo coletivo muito bom, com criatividade para os mais irreverentes."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.