O FC Porto visita esta terça-feira o Académico de Viseu na primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal. O jogo está marcado para as 19h15, no Estádio do Fontelo, e a turma da casa - que ocupa atualmente o 7.º lugar da tabela classificativa da II Liga - vai tentar dar o primeiro passo para se tornar na sétima equipa de um escalão inferior a afastar os 'dragões' da segunda mais importante prova do futebol português.

O Porto é mesmo entre os '3 grandes' aquele que já mais vezes foi vítima dos chamados 'tomba-gigante'. Recordamos as anteriores seis ocasiões em que a turma 'azul e branca' se viu surpreendida.

Juntando Benfica, FC Porto e Sporting foram já treze os 'tombos' de 'gigantes' na prova rainha do futebol luso. Entre essas treze surpresas, seis foram derrotas do FC Porto, que se assume assim como a principal vítima dos 'tomba-gigantes'. Metade dos desaires dos 'azuis-e-brancos' ocorreu na década de 40 (V. Setúbal, Estoril e Barreirense), com novas surpresas a acontecerem em 69/70 (Tirsense), 98/99 (Torreense) e 2006/07 (Atlético).

Os tombos do FC Porto na Taça

2006/07: Quarta eliminatória: FC Porto 0-1 Atlético

Em 2007, na altura orientado por Jesualdo Ferreira, o FC Porto recebeu o segundo classificado da segunda divisão, Série D, com Quaresma, Paulo Assunção e Lisandro no onze. Um golo de David, aos 60 minutos, calou o Dragão. Em declarações ao SAPO Desporto, António Pereira na altura treinador do Atlético recordou essa dia de glória.

"Tenho momentos muito bonitos, mas esse deu-me o estatuto que tenho no futebol. Aquele dia 7 de janeiro de 2007 é a coisa mais bonita que tenho no futebol. Ainda dou entrevistas na televisão por causa da eliminação do Porto na Taça. Vou morrer e vão lembrar-se de mim. É uma página muito bonita e já lá vão 11 anos, recordou.

1998/99: Quinta eliminatória: FC Porto 0-1 Torrense

Com o agora seleccionador Fernando Santos no comando técnico, o FC Porto caiu frente ao Torreense (da II Divisão B, na altura terceiro escalão) em pleno estádio das Antas, decorria a época de 1998-99. O herói do jogo foi o avançado Cláudio Oeiras, que fez o golo aos 85 minutos. Um jogo disputado no dia de Carnaval, que terá dado ainda mais cor ao Carnaval de Torres Vedras.

Fernando Santos terminou essa época campeão e ficou conhecido como 'Engenheiro do Penta', mas carregará para sempre o fardo de ter sido afastado da Taça, em casa, por uma equipa do terceiro escalão.

1969/70:Quinta eliminatória: Tirsense(II)- F.C. Porto (duas mãos: 2-2 e 1-0)

Antes desse desaire com o Atlético o FC Porto estava há quase 30 anos sem 'cair' ante equipas de escalões inferiores. A última equipa a lograr tal feito antes dos da Tapadinha tinha sido o Tirsense. Nessa temporada, tal como sucede agora apenas nas meias-finais, as eliminatórias eram discutidas a duas mãos e, depois de um empate 2-2 em Santo Tirso, todos pensavam que os 'dragões', orientados na altura por um escocês, Tommy Docherty, resolveriam a questão no seu recinto. Puro engano. Derrota por 1-0 e adeus à prova.

1947/48: oitavos-de-final

Barreirense (2D) 1-0 FC Porto (1947/48)

Na década de 1940 foram três as eliminações do FC Porto por equipas das divisões mais baixas. Decorriam os oitavos-de-final e o Porto deslocou-se ao Barreiro para defrontar uma Barreirense que então militava na 2.ª Divisão. Os da casa marcaram logo aos 29 minutos e os 'azuis e brancos', treinados pelo argentino Eladio Vaschetto, não conseguiram responder, dizendo um 'adeus' prematuro à uma competição que, assim, teimavam em não conquistar.

1943/44: quartos-de-final

Estoril (2D) 5-3 FC Porto (duas mãos: 3-2 e 2-1)

Uma vez mais numa eliminatória discutida a duas mãos - tal como sucederá agora com o Ac.Viseu nas meias-fianis - o FC Porto viu-se afastado pelos 'canarinhos' e logo com duas derrotas. O húngaro Lippo Hertzka orientava os 'dragões', por quem Araújo ainda bisou na primeira mão, no terreno dos 'canarinhos', mas os dois golos não foram suficientes para evitar a derrota. Depois, na segunda mão, o Estoril voltou a vencer. Marcou primeiro, o Porto ainda empatou, mas não havia como parar a equipa da Linha de Cascais, que voltou a marcar e rumou às meias-finais.

1942/43: meias-finais

V. Setúbal (2D) 7-0 FC Porto

Na temporada anterior, o adeus do FC Porto foi também ante uma equipa do escalão inferior, e com humilhação à mistura: uma goleada por 7-0. O Vitória de Setúbal deu uma golpada final numa temporada dececionante do FC Porto (terminou em 7.º na I Liga). Nas meias-finais da prova, a formação sadina recebeu e venceu a equipa portista, na altura treinada pelo húngaro Lipo Hertzka, por expressivos 7-0. Aníbal Rendas (hat-trick), Amador, Passos, João Nunes e Vítor Guilhar (autogolo) foram os autores da humilhante derrota azul e branca, no antigo Campo dos Arcos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.