O Vilafranquense, da II Liga, conquistou hoje um lugar na terceira eliminatória da Taça de Portugal, mas precisou do prolongamento para vencer, por 3-2, em casa do Juventude de Évora, do do Campeonato de Portugal, reduzido a 10.

Os ribatejanos marcaram o primeiro golo, aos 35 minutos, através de Belkheir, na cobrança de uma grande penalidade, assinalada pelo árbitro por mão na bola do colombiano Antony Pérez, após uma primeira meia hora com pouca história.

O conjunto do Campeonato de Portugal empatou aos 55 minutos, através de um livre batido por Ézio Pinto, a cerca de 30 metros da baliza.

No prolongamento, o Vilafranquense marcou dois golos, na primeira parte, através de Nenê (93 minutos) e Sangaré (101), mas a equipa alentejana reduziu na segunda, por João Delgado (110).

Também o Mafra, da Segunda Liga, seguiu em frente, graças a um golo solitário de João Goulart sobre a União de Santarém, que milita no Campeonato de Portugal. No Campo Chã das Padeiras, em Santarém, o único tento da partida foi apontado pelo defesa, aos 56 minutos, cabeceando com sucesso um livre de Diga.

Ainda sobre a Segunda Liga, o Académico de Viseu também apurou-se para a terceira eliminatória ao golear no Barreiro por 6-2 o Fabril, do Campeonato de Portugal.

Os beirões estiveram a vencer por 3-0 com golos de de André Clóvis (seis minutos) e Gautier Ott (20 e 22), mas permitiram ao adversário do quarto escalão competitivo nacional reentrar na discussão do resultado com uma grande penalidade de Fabrício Garcia (25) e um livre direto cobrado por França (37).

A equipa orientada por Jorge Costa demorou a reagir e só no período de compensação da primeira parte voltou a distanciar-se, através de Jonathan Toro (45+4), assistido por Famana Quizera. No segundo tempo a equipa de Jorge Costa acabou por consumar a goleada sem grandes dificuldades, com um cabeceamento de André Almeida (60) e um remate oportuno de Famana Quizera (81).

Quem também seguiu em frente foi a Oliveirense, da II Liga que, goleou o União da Serra, do Campeonato de Portugal, por 4-0. A Oliveirense começou cedo a resolver a questão aos seis minutos num belo golo de Zé Pedro, que rematou forte à entrada da área. Aos 17 minutos, Jonata recebeu a bola na pequena área e apontou o segundo. Aos 35 minutos, Iago surgiu muito à vontade a marcar de cabeça e fez o 3-0.

Antes do intervalo, Michel Lima apontou o quarto, novamente de cabeça, perante a passividade da União da Serra, que foi para os balneários com menos um jogador, já que Pedro Emanuel foi expulso por um toque fora de tempo num adversário.

Também o Trofense, da II Liga de futebol, seguiu em frente ao bater o Coruchense, equipa do Campeonato de Portugal, com ‘bis’ de Okitokandjo. O avançado neerlandês apontou os tentos da vitória aos 20 e 53 minutos, confirmando o favoritismo do conjunto que ocupa a 15.ª posição da II Liga.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.