O vento forte obrigou hoje a organização a adiar a prova masculina de downhill dos Jogos Olímpicos de Inverno Pequim2022, que vai agora ser disputar na segunda-feira.

Os ‘reis’ da velocidade do esqui alpino viram o início da prova ser adiado por três vezes, enquanto a organização aguardava por uma melhoria das condições meteorológicas, mas como tal não se verificou, a prova foi adiada em definitivo para segunda-feira.

Já na prova de masculina dos 5.000 metros de patinagem de velocidade, o sueco Nils van der Poel conquistou a medalha de ouro e conseguiu um novo recorde olímpico.

Van der Poel, que já era o recordista mundial, cumpriu a prova em 06.08,84 minutos, batendo assim o recorde que estava na posse do neerlandês Sven Kramer, com a marca de 06.09,76, conseguidos em Pyongyang em 2018.

No segundo lugar ficou o neerlandês Patrick Roest, que levou a medalha de prata, enquanto o norueguês Hallgeir Engebraaten ficou com o bronze.

Na competição de esquiatlo masculino, o Comité Olímpico Russo foi o grande dominador, ao garantir os dois primeiros lugares do pódio.

Alexander Bolshunov foi o vencedor da competição masculina dos 30 quilómetros de esquiatlo, prova de esqui de fundo, em que os esquiadores fazem 15 quilómetros em estilo clássico e 15 em estilo livre, deixando o segundo lugar para o seu compatriota Denis Spitsov.

O finlandês Iivo Niskanen fechou o pódio e ficou com a medalha de bronze.

A XXIV edição dos Jogos Olímpicos de Inverno, que termina em 20 de fevereiro, conta com a participação de quase 2.900 atletas, entre eles três portugueses: Ricardo Brancal e Vanina de Oliveira Guerillot, no esqui alpino, e José Cabeça, no esqui de fundo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.