O guarda-redes Gustavo Capdeville considera essencial começar o Euro2022 de andebol com uma vitória na sexta-feira frente à Islândia, no qual a seleção portuguesa, “apesar das várias contrariedades”, deposita “as mais altas expectativas”.

Portugal realizou hoje um treino de adaptação à Arena de Budapeste, com capacidade para 20 mil espetadores e construída de raiz para a prova, que recebe o grupo B, que integra ainda a anfitriã Hungria, a Islândia e os Países Baixos.

Gustavo Capdeville recordou as lesões dos colegas André Gomes, Luís Frade, Pedro Portela e João Ferraz, que ditaram o afastamento do quarteto da prova, e os casos de covid-19 entre os convocados, que "limitaram a preparação da seleção".

Apesar das contrariedades "e da difícil logística de lidar com os protocolos sanitários", que impedem que a seleção esteja na máxima força no primeiro jogo com a Islândia, Gustavo Capdeville afirmou que o grupo está “focado em dar o máximo” e dar especial atenção aos “pormenores”.

“Apesar de termos tido alguns colegas com a covid-19 e outros lesionados, temos sempre as expectativas no mais alto possível e que passam por tentar ganhar todos os jogos”, referiu o guarda-redes do Benfica, de 24 anos.

Uma vitória frente à Islândia no primeiro jogo abre boas perspetivas para a seleção portuguesa alcançar um dos dois primeiros lugares do grupo, que dão acesso à ‘main round’ (fase principal).

“Nós pensamos jogo a jogo e apesar das nossas dificuldades focamo-nos sempre em trabalhar e vencer o primeiro jogo com a Islândia”, disse Capdeville, que irá dividir a baliza portuguesa com Manuel Gaspar, de 23 anos, do Sporting.

Apesar do guarda-redes ser o último obstáculo para o golo, Gustavo Capdeville não se sente mais responsável ou com mais 'stress' do que os seus colegas de campo, com quem reparte os sucessos e os erros.

“Antes de a bola chegar a mim, passa pelos outros seis colegas e nós trabalhamos como equipa. Não sinto mais ‘stress’ nem culpa por ser a última barreira antes do golo. Se um falha, falhamos todos, como equipa”, considerou o guarda-redes.

Gustavo Capdeville defende que “a equipa trabalha para alcançar resultados cada vez melhores e, apesar das condicionantes, está preparada para melhorar o sexto lugar de há dois anos”.

O Euro2022 decorre de quinta-feira a 30 de janeiro, na Hungria e na Eslováquia, sendo que a primeira fase apura os dois primeiros classificados de cada um dos seis grupos de qualificação para a ronda principal, que ditará os semifinalistas.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.