O Sporting venceu hoje os russos do Chekhovskie Medvedi, por 33-31, em jogo da oitava jornada do grupo C da Liga dos Campeões de andebol, em que Carlos Ruesga mostrou ser de outra 'dimensão'.

Com este resultado, o Sporting sobe ao primeiro lugar com 12 pontos, dividindo a liderança com os dinamarqueses do Bjerringbro/Silkeborg, que têm um jogo a menos e que defrontam, no domingo, os eslovacos do Tatran Presov, terceiros com 10.

Neste 75.º trinfo do treinador Hugo Canela à frente dos destinos do Sporting (em 95 jogos), os 'leões' entraram com a 'mão esquerda' no encontro. Demasiado apáticos, não só foram lentos nas transições para o contra-ataque, como também, quando conseguiam chegar a um momento de finalização, erravam a baliza de Dmitry Pavlenko.

Erros que foram bem aproveitados pelos moscovitas, que mostraram ser mais frios e cerebrais - chegaram a estar a ganhar por quatro golos (9-5) - que os 'leões' nas situações cruciais do jogo.

Só no minuto 22 (10-10) é que o Sporting conseguiu chegar à igualdade e, nesse momento, o frenesim e nervosismo que se sentia nas bancadas transformou-se em apoio. Aos 27, Frankis Carol colocou pela primeira vez o Sporting na condição de vencedor (12-11), que não mais largou.

Na segunda parte, o Sporting mostrou porque tem condições de passar à fase seguinte da prova e, coadjuvados por Pedro Valdez, Ivan Nikcevic e, sobretudo, Carlos Ruesga, pelo que jogou, marcou e fez jogar, os 'leões' não deram qualquer hipótese à equipa campeã da Rússia nos últimos 17 anos.

A dois minutos do fim, o Chekhovskie Medvedi - depois de já ter registado dois momentos de igualdade - voltou a assustar, quando fez o 30-30, mas rapidamente Fábio Chiuffa e Edmislon Araújo desfizeram as aspirações russas e colocaram o Sporting na rota do triunfo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.