Os andebolistas Pedro Portela e André Gomes, de regresso à seleção após lesão, afirmaram hoje que a chave para o “jogo difícil” na quinta-feira com a Suíça, do ‘play-off’ do Mundial de 2023, é Portugal jogar como sabe.

“Vai ser um jogo muito, muito difícil, eles têm jogadores experientes e jogam bem, tanto 7×6 e 6×6, vamos ter que estar muito bem defensivamente e não perder bolas no ataque para evitar que façam contra-ataque e joguem rápido”, afirmou Pedro Portela, de 32 anos, aos canais de comunicação da Federação de Andebol de Portugal (FAP).

Pedro Portela e André Gomes são dois dos atletas que estão de regresso à seleção, juntamente com o pivô Aléxis Borges e o central/lateral Bélone Moreira, depois de terem falhado a fase final do Europeu de 2022, que decorreu na Hungria e na Eslováquia, em janeiro, e na qual Portugal terminou na 19.ª posição.

“Estou contente por estar de volta, por me sentir bem comigo, mesmo depois de dois meses parado. Foi uma lesão que acontece no desporto, mas estou preparado e estou muito feliz e orgulhoso por poder ajudar Portugal uma vez mais”, disse Portela.

Nikola Portner é um dos destaques da seleção da Suíça, dado que joga pelo Chambéry, em França, conhecido adversário de Pedro Portela, que representa o HBC Nantes.

“O Portner é um guarda-redes que defende muito bem, com muita qualidade e entrosamento com a equipa da Suíça. Mas vamos ter de o superar e evitar que faça um grande jogo”, adiantou.

O lateral André Gomes, de 23 anos, que na última época rumou aos alemães do MT Melsungen, oriundo do FC Porto, já conhece um dos melhores jogadores da seleção helvética, o central Andy Schmid, que atualmente veste as cores do Rhein-Neckar Löwen, também da Bundesliga.

“No mundo do andebol, acho que [Andy Schmid] não precisa de apresentações. Um jogador com bastante experiência e bastantes recursos. Faz a diferença em qualquer equipa que esteja. E este ano, até tive o prazer de jogar duas vezes contra ele, na Bundesliga, e tive a oportunidade de ver o que ele é capaz, portanto temos de ter atenção redobrada durante o jogo”, afirmou André Gomes.

Tal como Pedro Portela, André Gomes também volta à seleção após ter falhado o Euro2022, no qual Portugal não passou da fase de grupos, e mostra-se feliz com o regresso.

“Estou muito contente por estar aqui, de volta a este grupo fantástico e depois do período da lesão, no qual fiquei triste por ficar fora. Agora estou aqui para ajudar já no próximo jogo contra a Suíça e fazer o meu melhor”, destacou.

Portugal recebe a Suíça no primeiro jogo do ‘play-off’ do Campeonato do Mundo de 2023 na quinta-feira, pelas 19:00, em Guimarães. O jogo da segunda mão decorre no domingo

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.