O Governo do Bié reitera apoiar as associações desportivas, com vista a permitir a massificação do desporto no interior da região, tendo em conta a descoberta de novos talentos.

Para tal, as autoridades estão a erguer em quatro municípios cinco recintos polidesportivos, inseridas em 155 projetos socioeconómicos tutelados no Bié, no âmbito do Programa Integrado de Intervenção dos Municípios  (PIIM).

Dos espaços, dois são erguidos no Cuito, enquanto os restantes no Chitembo (1), Andulo (1) e Nharea (1), visando impulsionar as modalidades de basquetebol, andebol, hóquei em patins e futsal.

De acordo com a diretora da Ação Social, Família e Igualdade do Género do Bié, Deolinda Gonçalves, que falava no ato de empossamento dos órgãos sociais das associações de atletismo e andebol, o Governo vai ainda dar apoios institucional e material às agremiações, para revitalizarem o desporto.

Por sua vez, o presidente eleito do atletismo, José Kulingarna, adiantou que durante os quatro anos de mandato vai primar pela promoção de campeonatos provincial e municipal, formação de atletas, massificação, assim como negociar com o Governo para financiar a associação.

Já o responsável do andebol nesta região, Domingos da Cruz Ngueve, asseverou que para além da massificação da modalidade, pretende também, dentro de quatro anos, expandir esta prática às mais de mil escolas existentes no interior da província, com realce para os municípios do Cuemba, Chitembo, Nhârea, Cunhinga, onde ainda há poucos praticantes.

A província do Bié tem vindo a participar com regularidade nos campeonatos nacionais de atletismo, onde já terá conquistado vários prémios, nos últimos 18 anos, ao passo que o voleibol ainda continua a ser uma modalidade “sem grandes resultados”, apesar de estar mais confinado no Cuito.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.