O presidente do Comité Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, anunciou hoje a recandidatura à liderança do organismo nas eleições de 2021, para cumprir um segundo e último mandato de quatro anos.

“Se os membros do COI quiserem, estou pronto para cumprir um segundo mandato”, disse o advogado alemão, de 66 anos, no discurso inaugural de mais uma reunião de trabalho por videoconferência do organismo olímpico.

Thomas Bach referiu que, nos últimos dias, muitos membros do COI o contactaram para discutir a questão das eleições presidenciais do próximo ano, mas, na altura, não disse nada, porque pretendia fazer o anúncio hoje, diante de todos.

Bach foi eleito presidente do COI em 2013, em Buenos Aires, na Argentina, para um primeiro mandato com a duração de oito anos. Após o primeiro mandato, o presidente pode recandidatar-se a um segundo, mas de apenas quatro anos, de acordo com a Carta Olímpica.

A decisão anunciada hoje por Thomas Bach foi tomada há meses e, até ao momento, nenhum outro membro do COI pretende contestar a sua reeleição, nem assumir-se como candidato.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.