O incremento de programas de formação, a aposta na capacitação e valorização dos atletas e nas medidas de apoio à carreira dual são algumas das apostas da Comissão de Atletas Olímpicos (CAO), que hoje tomou posse em Lisboa.

“Queremos aproximar-nos cada vez mais da realidade dos atletas, fomentar programas de formação e pôr em andamento o programa de mentoria”, disse a antiga nadadora olímpica Diana Gomes, sucessora do velejador João Rodrigues, na liderança da CAO.

Diana Gomes, que presidirá à CAO até 2025, destacou também a vontade de apostar na capacitação e valorização social dos atletas, no alargamento de medidas de apoio à carreira dual [conciliação da vida desportiva com a académica] e da rede de serviços de apoio ao atleta.

A antiga nadadora, que participou nos Jogos Atenas2004 e Pequim2008, lembrou ainda que a pandemia de covid-19 provocou uma “crise” que obrigou a olhar para novas necessidades como “a saúde mental e a transição de carreira”.

Diana Gomes, que tem o também nadador Alexis Santos como vice-presidente e o velejador José Costa como secretário-geral, garantiu total disponibilidade para trabalhar em articulação com o Comité Olímpico de Portugal (COP), nomeadamente no acompanhamento dos projetos olímpico e esperanças olímpicas.

O presidente do COP destacou o trabalho da CAO, que recentemente comemorou duas décadas de existência, atribuindo-lhe o mérito de ter conseguido um aumento significativo do “número de atletas que conseguiram conciliar a prática desportiva com a qualificação académica ou profissional”.

“Esse mérito é, aliás, reconhecido pelo COI [Comité Olímpico Internacional], que recruta atletas portugueses para partilharem a experiência e as formações, sobre uma matéria onde nem sempre as organizações pensam nos atletas, dificultando a conciliação entre a formação desportiva e académica”, disse José Manuel Constantino.

Num discurso de despedida, o velejador João Rodrigues classificou o mandato que agora terminou como “uma aventura inacreditável” na qual o mote foi “a capacitação dos atletas, enquanto desportistas e pessoas”.

A judoca Catarina Costa, que no sábado se sagrou vice-campeã europeia de -48 kg, o canoísta Emanuel Silva, o triatleta João Silva, as atletas Marta Pen e Cátia Azevedo e o ciclista David Rosa completam os órgãos eleitos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.