O atleta português Ricardo dos Santos admitiu hoje ter passado "os piores minutos da vida" quando aguardava pelos resultados das restantes semifinais, antes de ficar apurado para a final dos 400 metros dos Europeus de atletismo.

"Não consegui estar sentado, estava em pé, deitado, super nervoso para saber se era apurado ou não", disse o atleta do Benfica, após ter visto confirmada a sua presença na final de sexta-feira da prova, a primeira vez que um atleta luso marca presença na final desta distância em grandes competições.

Ricardo dos Santos, treinado pelo britânico Linford Christie, que foi campeão europeu, mundial e olímpico dos 100 metros, apurou-se para a final da prova ao efetuar o sétimo melhor tempo das semifinais, tendo os 45,14 segundos constituído novo recorde nacional, que estava fixado nos 45,55 e tinha sido batido por si nas eliminatórioas de terça-feira.

"Mas o que importa é que estou na final, algo que nenhum outro português conseguiu. O recorde de Portugal, especialmente assim, era algo que o meu treinador dizia ser possível. 'A marca sairá', disse-me ele. Agora, o importante é recuperar bem para sexta-feira, algo que eu pensava ser possível e concretizei. Não vale a pena estar a dizer o que vou ou não fazer. Há seis atletas com melhor marca do que eu. O meu treinador diz sempre para eu partir bem e não pisar a linha. É o que penso fazer na final", concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.