Inês Monteiro e Catarina Ribeiro fizeram hoje mínimos A para os 10.000 metros do campeonato da Europa de atletismo, aproveitando bem uma corrida com estrangeiras de bom nível e 'lebres', na Maia.

No setor masculino, o destaque vai para o mínimo B nos 3.000 obstáculos do benfiquista André Pereira, vencedor da sua corrida em 8.39,19 minutos, recorde pessoal e menos de um segundo abaixo dos exigidos 8.40,00.

A Gold Gala Fernanda Ribeiro, no Estádio Municipal Prof. Dr. Vieira de Carvalho, voltou a estar centrada nas provas da dupla légua e na corrida feminina as duas sportinguistas foram terceira e quarta, Inês com 32.20,72 minutos e Catarina com 32.21,19.

Para o Europeu de Berlim2019, passa a haver quatro atletas com mínimos, sendo que só poderão ir três.

A melhor continua a ser Sara Moreira, com 32.03,57, e Salomé Rocha é segunda, com 32.07,62 (há um ano também na Maia), sendo que deverá confirmar a marca esta época. Inês Henriques entra para terceira e Catarina Ribeiro é quarta.

Glore Kite, do Quénia, venceu em 31.41,47 e a segunda foi a etíope Gate Alemayehu, com 31.45,47.

Os 10.000 metros masculinos não atraíram portugueses de primeiro plano e nos 10 primeiros todos foram africanos ou de origem africana (caso do turco Polat Arikan).

Venceu Yeneblo Bizaien, da Etiópia, em 27.43,65, e o melhor luso foi Carlos Rodrigues (Maia), em 11.º, com 30.56,59.

Destaque ainda para o regresso da triplista Susana Costa (Ac. Fernanda Ribeiro), após lesão, a fazer 13,50, e para os 19,79 do benfiquista Tsanko Arnaudov no peso.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.