O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse hoje que impedir atletas russos de participar nos Jogos de Inverno Pyeongchang2018 ou forçá-los a competir sob uma bandeira neutra seria “uma humilhação” para o país.

Durante uma conferência em Sochi, o líder russo diz que a medida poderia “ferir o movimento olímpico”, garantindo que se “alguém pensar que isso pode influenciar a campanha presidencial no próximo ano, será um grande erro, porque o efeito será o oposto”.

O Comité Olímpico Internacional (COI) encontra-se a deliberar em que condições poderão participar os atletas russos nos Jogos de 2018, marcados para 09 a 25 de fevereiro, depois de um escândalo de doping que afetou o país.

Segundo Putin, o órgão está sob pressão de “patrocinadores e canais televisivos”, que por sua vez “cedem aos sinais nada ambíguos das autoridade norte-americanas” no sentido de suspender a Rússia.

O país tem sido afetado pelas revelações do relatório McLaren, do canadiano Richard McLaren, que em 2016 denunciou uma rede de doping no desporto russo que envolvia várias instituições governamentais, com a participação dos serviços secretos daquele país.

Em setembro, durante um congresso do COI em Lima, 17 órgãos nacionais antidopagem, liderados pelos norte-americanos, britânicos e franceses, pediram a exclusão da Rússia dos Jogos de Inverno do próximo ano.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.