O FC Porto conseguiu hoje uma vitória inesperada em Israel, superando a equipa do Bnei Herzilya, por 68-65, na primeira mão da segunda ronda de qualificação da Taça da Europa em basquetebol.

A equipa portuguesa liderou durante grande parte do encontro, mas na fase final assistiu à recuperação dos israelitas, com algumas decisões de arbitragem que não agradaram ao FC Porto.

Os ‘dragões’ assumiram o comando do embate logo no arranque do segundo período, aproveitando uma fase de grande inspiração do extremo norte-americano Marcus Gilbert.

O jogador portista anotou 19 dos 37 pontos do FC Porto durante a primeira parte, além de ter capturado quatro ressaltos, concretizando sete dos seus oito lançamentos de campo naquele período (87,5%).

O FC Porto reentrou bem na segunda parte, controlando o ritmo de jogo, tanto no ataque como na defesa. Foi a altura em que apareceu em grande o extremo-poste Will Hanley, jogador muito sólido com grande experiência internacional, que atuou na última época na equipa espanhola do Tenerife.

Os ‘dragões’ abordaram o último período com dez pontos de vantagem (55-45) e resistiram à enorme pressão aplicada pelo Bnei Herzliya nos derradeiros minutos.

Os norte-americanos Marcus Gilbert (24 pontos e sete ressaltos) e Will Hanley (15 pontos, seus ressaltos e três assistências) foram os basquetebolistas mais valiosos do FC Porto.

A segunda mão desta segunda pré-eliminatória da Taça da Europa está agendada para o dia 11, às 20:30, no Dragão Caixa, no Porto.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.