Os ‘leões’ apresentaram-se sem Travante Williams e Ivica Radici e com apenas dez jogadores inscritos para este jogo e destes utilizaram nove, pois João Troni não saiu do banco.

Apesar disso, o Sporting entrou bem e dominou um primeiro período em que a produção ofensiva duas equipas foi muita alta e as defesas estiveram algo permissivas.

O base Marcus Lovett Jr, no Sporting, que foi o melhor marcador do jogo, com 29 pontos, e o poste Michael Finke, no FC Porto, começaram cedo a destacar-se, ambos com lançamentos de dois e de três pontos.

A equipa leonina venceu o primeiro período, mas o FC Porto reagiu e no seguinte recuperou e foi para o intervalo a perder por apenas dois pontos, devido à qualidade da sua defesa, muito intensa e pressionante sobre o portador da bola.

Lovett Jr, que havia brilhado no período inicial, sentiu mais dificuldades para lançar ao cesto e nessa altura apareceu em Derrick Fenner Jr., também ele um excelente lançador.

O FC Porto manteve a intensidade defensiva após o intervalo e Michael Finke continuou inspirado nos lançamentos, mais aparecendo até um base, mas o Sporting respondeu bem e Lovett Jr provou que é um perigo se o deixarem à solta, visto que é um temível lançador.

O Sporting terminou o terceiro período ainda na frente e no seguinte e último teve uma fase menos boa que lhe foi fatal, quando ficou a perder por nove pontos (84-75 e 90-91), com Max Landis e Charlon Kloof e ainda Michael Finke confiantes e imparáveis a somar pontos para o lado portista.

Talvez por ter menos opções no banco, a equipa lisboeta tremeu, mas não caiu e, num derradeiro esforço, com muito coração, conseguiu reduzir a desvantagem e deixar tudo em aberto nos segundos finais (90-89).

Teyvon Myers dispôs de dois lançamentos livres com pouco mais de nove segundos para jogar e concretizou só um. O Sporting pediu então um desconto de tempo para tentar uma jogada ensaiada, mas o FC Porto defendeu-se com ‘unhas e dentes’ e tanto Lovett Jr como Derrick Fenner Jr falharam os lançamentos tentados e não evitaram a primeira derrota da sua equipa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.