Kerr, de 56 anos, que já conquistou três títulos da Liga norte-americana de basquetebol (NBA) no comando dos Warriors, vai ter como principal adjunto Erik Spoelstra, bicampeão da NBA pelos Miami Heat, numa equipa técnica que integra ainda Monty Williams, dos Phoenix Suns, e Mark Few, líder da equipa da universidade de Gonzaga.

“Treinar a seleção masculina dos Estados Unidos é uma grande responsabilidade - que exige um esforço de grupo com uma equipa de treinadores comprometidos com a equipa, com o objetivo e entre si - e eu não poderia pedir um grupo melhor, com alto caráter, indivíduos para me ajudar a liderar a nossa seleção nacional”, disse Kerr.

O novo selecionador, que como basquetebolista ganhou cinco títulos da NBA, três pelos Chicago Bulls e dois pelos San Antonio Spurs, foi claro na ambição e no compromisso com o objetivo.

“O nosso objetivo, claro, é vencer e deixar o nosso país orgulhoso. Vamos trabalhar muito para isso”, prometeu.

Em Tóquio2020, Kerr foi adjunto de Gregg Popovich – seu mentor e sob quem atuou nos San Antonio Spurs - na conquista da medalha de ouro.

Desde que os atletas da NBA foram autorizados a competir nos Jogos, em Barcelona1992, só por uma vez os Estados Unidos falharam o ouro, em Atenas2004, quando a Argentina bateu a Itália na final, com os norte-americanos a contentarem-se com o bronze.

Após a final de Tóquio, vencida à França por 87-82, Kerr admitiu que “não foi fácil”.

“A sua perspicácia no basquetebol, a sua capacidade de se conectar com as pessoas, acho que a sua compreensão e respeito pelo desporto internacional, junto com alguns outros fatores, certamente desempenharam um papel neste processo”, justificou Grant Hill, o novo responsável federativo pela seleção.

Na sua primeira escolha após a sucessão a Jerry Colangelo, que ajudou à conquista dos últimos quatro títulos nos Jogos Olímpicos, assumiu que nas várias conversas que teve lhe foi dado o ‘feedback’ de que Kerr “encaixava perfeitamente” no perfil desejado, considerando que “a sua riqueza de experiências internacionais ajudou-o a diferenciar-se”.

Kerr conquistou o título mundial como jogador em 1986. Em Paris2024, vai ser o 16.º treinador a orientar os Estados Unidos em Jogos: dos 15 anteriores, 13 conquistaram o título olímpico.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.