Os Estados Unidos da América têm estado a 'ferro e fogo' nos últimos dias, como consequência da morte de George Floyd, um cidadão negro, às mãos de um polícia. Muitos desportistas não deixaram passar o sucedido em claro e, um pouco por todo o território norte-americano, uma onda de protestos encheu as ruas de inúmeros estados.

Também Los Angeles tem sido assolada por confrontos, protestos e inúmeros atos de vandalistmo que tiveram origem na morte de George Floyd, mas que entretanto já extravasaram esse acontecimento. Num desses atos de vandalismo, JR Smith, antigo jogador dos New York Knicks, Denver Nuggets e campeão da NBA em 2016 com LeBron James no Cleveland Cavaliers, terá apanhado um homem a danificar seu carro e foi filmado a agredir o indivíduo, de cor branca, a soco e pontapé.

VEJA O VÍDEO

De acordo com o jogador, o homem partiu o vidro da sua carrinha. Smith afirmou que parou o automóvel numa área residencial e não perto das lojas onde protestantes estavam a cometer atos de vandalismo e pilhagens. "Fui atrás dele e dei cabo dele. Não foi um crime de ódio. Não tenho problemas com quem não tem problemas comigo. É um problema da p*** do sistema", sublinhou o jogador, que atualmente se encontra sem equipa na NBA.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.