O CRI de Viseu com 20,1 km, será o mais curto dos últimos anos discutido num percurso misto, entre a zona urbana e a zona campestre, onde não faltará, na parte final, a passagem na zona histórica com D. Duarte e a Sé de Viseu a merecer a visita dos “Guerreiros”.

Com alguma componente técnica e um relevo que, não apresentando elevações consideráveis, revela muitas oscilações, exigindo empenho físico e alguma frescura anímica. Depois de dez dias de prova, os grandes especialistas de contrarrelógio estão, quase sempre, num patamar de igualdade com os grandes “voltistas”. É também neste contexto que o CRI de Viseu será discutido.

O pelotão cumprirá a derradeira etapa, um contrarrelógio individual com partida e chegada à majestosa Avenida da Europa. São 20,1 km que vão decidir o vencedor da Volta dos 90 anos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.