Rui Costa renovou por dois anos o contrato com a UAE-Emirates, que descreveu o português como um ciclista com capacidade para competir tanto em provas de curta distância como em clássicas, anunciou hoje a equipa suíça.

Rui Costa, de 32 anos, chegou à equipa em 2017, depois de esta ter herdado a licença World Tour da Lampre Mérida, que o português representava desde 2014.

O ciclista português, que já representou o Benfica (2007 e 2008), a Caisse d’Epargne (2009 e 2010), e a Movistar (de 2011 a 2013), conta no palmarés com um título mundial de fundo, conquistado em 2013, e três triunfos na Volta à Suíça.

No domingo, Rui Costa voltou a ser o melhor português nos Mundiais de fundo, ao terminar em 10.º lugar, naquela que foi a sua quarta presença no ‘top-10’, depois do 10.º em 2018 e do nono em 2015, além do título alcançado em 2013.

O ciclista português admitiu que a continuidade na equipa, que conta também com os irmãos Ivo e Rui Oliveira, era uma prioridade.

“Uma das prioridades para o meu futuro como ciclista era continuar nesta equipa. Quero agradecer à UAE-Emirates por me ter dado oportunidade de continuar a trabalhar para atingir os meus objetivos. É muito bom ter a confiança da equipa”, afirmou o português, em declarações à assessoria de comunicação da formação suíça.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.