O ciclista espanhol Alberto Contador, vencedor de duas edições da Volta a França, reiterou hoje que termina a sua carreira no final da época da época de 2016.

"Fisicamente recupero bem e estou entusiasmado com a equipa, mas os anos passam. Não sei quantos anos mais vou disputar as 'grandes', mas quero retirar-me no topo. No ano que vem, estarei no pelotão, mas será o último", afirmou o corredor da Tinfoff-Saxo.

Contador, de 32 anos, falava a propósito do facto de este ano ter programado disputar a Volta a Itália e o 'Tour' - descartando a Volta a Espanha, que ganhou em 2014 - e da hipótese efémera de vir a disputar as três numa temporada.

"Se alguns consideram impossível o desafio de ganhar duas 'grandes', imagine-se as três. Só faria a 'Vuelta' este ano se tivesse um percalço no 'Tour'. Insisto em que só compito para ganhar", sublinhou o madrileno, que falava numa conferência de imprensa de apresentação das equipas da sua fundação, a Flex, júnior, e a Specialized, sub-23.

Manifestando-se com vontade e com a preparação um tanto atrasada para iniciar a sua temporada na quarta-feira, na Volta à Andaluzia, em Espanha, o madrileno, que arrancou as épocas de 2009 e 2010 com vitórias na Volta ao Algarve, frisou que não encara a competição de outra forma.

"Se enfrento o 'Giro' e o 'Tour', não me vale ser segundo em alguma delas, só quero ganhar, embora depois se veja o que acontece. Mas sou um inconformista e o triunfo é o meu único objetivo", disse Contador, que ganhou a Volta a França em 2007 e 2009, a Volta a Itália em 2008 e a Volta a Espanha em 2008, 2012 e 2014.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.