O português David Rosa terminou este sábado na 37.ª posição a prova de Elite do Campeonato do Mundo de Cross Country Olímpico (XCO), corrida disputada em Pietermaritzburg, África do Sul, ganha pelo suíço Nino Schurter.

O corredor natural de Fátima conquistou assim o melhor lugar de sempre de um corredor na prova de XCO Elite, depois de no ano passado ter sido 39.º, apesar de ter gastado mais 7.35 minutos do que o vencedor.

«Mais do que a melhoria na classificação, destaco a melhoria no desempenho. No ano passado, tanto o David como o Rúben Almeida não entraram na volta do vencedor por segundos, mas neste ano o David ficou claramente na volta do vencedor. Continuamos a evoluir estruturadamente. Foi uma jornada que é reveladora da nossa evolução», disse o selecionador nacional, Pedro Vigário, em declarações à Federação Portuguesa de Ciclismo.

Nino Schurter revalidou o título mundial de elite, ao cortar a meta em 1:40.12 horas, seguido do alemão Manuel Fumic, que ficou em segundo a sete segundos do vencedor, enquanto o espanhol José António Hermida ficou em terceiro, com mais 21 segundos.

Já nas competições de downhill (DHI), correram Francisco Pardal e Emanuel Pombo terminando em 53.º e 47.º respetivamente.

«Hoje não era dia para grandes riscos, apenas para nos testarmos. Houve alguns problemas técnicos, que já estão resolvidos, e amanhã [domingo] é o dia D»,avançou Pedro Vigário.

No domingo, pelas 14h00 de Lisboa participam ambos os corredores na final desta disciplina.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.