A Volta a Angola em ciclismo será de 1124 quilómetros e nela está prevista a participação de 450 ciclistas, entre os quais angolanos e estrangeiros, que competirão em 11 etapas, como: prova em linha, contra relógio individual, por equipa e mais oito.

Com os primeiros pedais previstos na província do Bié, a primeira edição da prova, a ser preparada pela Federação Angolana da modalidade, acontece de 5 a 17 de setembro.

O certame terá o percurso nas províncias do Huambo, Huíla, Namibe, Benguela, Kwanza Sul, Kwanza Norte, Malanje, Uíge, Bengo, com o destino em Luanda, na sede da Federação Angolana de Ciclismo (FACI), sita na Cidadela Desportiva.

A Volta a Angola em Ciclismo tem como objetivos despertar a atenção dos ciclistas, atrair novos talentos, massificar, expandir a modalidade no país e medir o nível competitivo dos praticantes.

Para além do anfitrião, Angola, a organização do evento desportivo espera pela presença do Burkina Faso, Congo Democrático, Costa do Marfim, Camarões, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe, Benim, Holanda, França e Zâmbia.

Nesta altura, a organização da prova está a preparar as condições necessárias para que tudo corra sem sobressalto, no sentido de mostrar também para África e ao mundo que Angola tem qualidade em termos de competição e organização.

O vice-presidente da Federação Angolana de Ciclismo, Justimiano Araújo, também diretor da competição, disse que as condições estão a ser preparadas, quer em termos de alojamento, alimentação, transportes e outros serviços.

As delegações estrangeiras deverão escalar o palco da prova, província do Bié, um dia antes do início da corrida, de modo a participaram na reunião técnica e outras abordagens sobre a competição.

O evento desportivo internacional também se enquadra nas festividades dos 40 anos de independência de Angola, a assinalar-se a 11 de novembro, data da proclamação do país, em 1975.

Em Angola, os ciclistas do Benfica de Luanda são os que têm maior tradição na modalidade, uma vez que lideram a lista de troféus dos campeonatos nacionais, tal como provas organizadas por empresas locais.

Os ciclistas angolanos continuam a dar cartas fora do país, com maior realce para o atleta do Benfica de Luanda, Igor Silva, campeão nacional e vencedor de várias provas internacionais da modalidade.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.