A ciclista francesa Jeannie Longo apresentou uma queixa contra o Estado francês no Tribunal Europeu dos Direitos do Homem, contestando as obrigações que lhe foram impostas no quadro da luta contra o doping.

Na queixa, apresentada em conjunto com o marido e treinador, Patrice Ciprelli, Longo alega que a obrigatoriedade de fornecer a sua localização não implica o consentimento para a realização de controlos antidoping na sua habitação, o que a atleta alega acontecer “frequentemente”.

A francesa, de 55 anos e ainda em atividade, é considerada a maior referência mundial do ciclismo feminino, tendo conquistado vários títulos mundiais e quatro medalhas em três edições dos Jogos Olímpicos (1992, 1996 e 2000).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.