O antigo ciclista belga Eddy Merckx, que venceu a Volta a França por cinco vezes, contestou as palavras do norte-americano Lance Armstrong e garantiu que se pode ganhar o Tour sem recurso ao doping.

Num entrevista ao jornal Parisien/Dimanche, publicada hoje, Merckx, negou que a maior prova velocipédica do mundo só possa ser ganha com substâncias dopantes, como disse Armstrong, desapossado dos sete títulos do Tour por recurso precisamente ao doping.

«É lamentável ser confrontado com este tipo de declarações. Não se mete toda a gente no mesmo saco. É possível vencer o Tour sem doping», insistiu o belga, lembrando que no seu tempo nem sequer havia produtos que aumentassem artificialmente o rendimento dos atletas.

Nos dias de hoje, como recordou o pentacampeão do Tour, «o passaporte biológico reduz significativamente as possibilidades de recurso às substâncias dopantes».

Numa entrevista publicada sexta-feira pelo vespertino francês Le Monde, a um dia do início da 100.ª edição do Tour, Armstrong considerou “impossível” ganhar a prova francesa sem a ajuda de produtos dopantes.

«Eu não inventei o doping. Simplesmente participei no sistema. Nunca tive medo dos controlos. O nosso sistema era muito simples e não tinha riscos. Davam-me mais medo as passagens pelas alfândegas», confessou o antigo ciclista, que perdeu as sete vitórias no Tour por recurso a substâncias dopantes.

À pergunta sobre os objetivos de Armstrong ao prestar estas declarações, Merckx disse desconhecer as intenções de Armstrong, mas admitiu que o norte-americano «teve a infelicidade de surgir no ciclismo numa altura em que a medicina sofreu uma enorme evolução».

«Apesar de tudo, ele [Armstrong] teve muitos méritos. Eu conheci-o depois de ter vencido o cancro. Eu sei que ele chegou a ver a morte», recordou o belga.
Eddie Merckx venceu a Volta a França em 1969, 1970, 1971, 1972 e 1974.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.