O colombiano da Movistar reconhece que esta primeira semana do Tour não foi a ideal para si, principalmente com o tempo que perdeu logo ao segundo dia.

“Ter perdido quase um minuto e meio no segundo dia de corrida não foi fácil engolir, mas, de modo geral, estamos felizes por não termos grandes problemas físicos, exceto algumas pequenas quedas sem importância”, afirmou o ciclista no dia de descanso do Tour, em declarações citadas pelo jornal L'Equipe.

Esta terça-feira iniciam-se as etapas de montanha, especialidade do pequeno colombiano. Quintana diz que tudo dependerá de como correrem as primeiras etapas.

“É um pouco difícil dizê-lo, eu penso que se verá dia a dia como se comportam os meus principais adversários. Por agora não tenho nenhuma referência. É difícil dizer como estarei mas por agora as pernas têm respondido bem. A montanha chega depois de um dia de descanso e isso poderá levar a surpresas”, analisou.

A Movistar é uma das poucas equipas que se apresenta nesta competição com dois líderes: Quintana e Alejandro Valverde.

O colombiano não vê isso como um problema, mas sim como uma vantagem.

“É verdade que Alejandro também está em grande forma e é capaz de superar as adversidades. Espero que tudo corre de forma perfeita. Penso que o facto de termos duas possibilidades, temos mais hipóteses de surpreender os adversários”, atira.

Esta terça-feira, os ciclistas atacam os Pirinéus com uma etapa que irá ligar Tarves a La Pierre-Saint-Martin numa distância de 167 km.

Nairo Quintana ocupa o nono lugar com mais 1m59s do que o líder Chris Froome (Sky).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.