O ciclista eslovaco Peter Sagan (Tinkoff-Saxo) venceu hoje ao ‘sprint’ a terceira etapa da Volta à Suíça, com o holandês Tom Dumoulin (Giant-Alpecin) a manter a liderança na geral.

Mais discreto desde que mudou para a Tinkoff-Saxo, Sagan reeditou hoje a sua conexão com a prova suíça, conquistando a sua décima vitória e ficando a apenas um triunfo do recorde detido pelos suíços Hugo Koblet e Ferdi Kubler.

O eslovaco bateu, no final da encurtada etapa de 117,3 quilómetros entre Quinto e Olivone, o espanhol Daniel Moreno (Katusha) e o francês Thibaut Pinot (FDJ), os primeiros do pelotão que cruzou a meta com o tempo de 03:00.35 horas.

Depois de um dia de temporal, que obrigou a organização a cortar 60 quilómetros no percurso, Dumoulin manteve o primeiro lugar da geral, com cinco segundos de vantagem para Moreno, segundo, e Sagan, terceiro, e sete para o britânico Geraint Thomas (Sky), vencedor da Volta ao Algarve.

Os portugueses não tiveram dia fácil, com André Cardoso (Cannondale-Garmin) a ser 71.º, a 08.48 minutos, e Mário Costa (Lampre-Merida) a chegar na 112.ª posição, a 17.02 minutos.

Cardoso é 55.º na geral, a 11.45 minutos de Dumoulin, enquanto Costa é 91.º, a 23.06.

Na terça-feira, os corredores vão percorrer 193,2 quilómetros entre Flims e Schwarzenbach.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.