Os cinco representantes portugueses procuram dar seguimento com medalhas ao crescimento do ciclismo de pista no país, nos Mundiais em Saint-Quentin-en-Yvelines, de quarta-feira a domingo, esperando voltar dois anos depois aos Jogos Olímpicos Paris2024.

Entre as escolhas estão os dois atletas portugueses que já conseguiram pódios em campeonatos do mundo sénior, no caso a olímpica Maria Martins, bronze no scratch em 2020, e Ivo Oliveira, prata em 2018 na perseguição individual, nas mesmas tábuas que vão acolher os Jogos, e, embora o evento não conte diretamente para a qualificação, é um ponto importante no caminho.

Serão os dois nomes mais fortes e também os mais destacados exemplos de um esforço nacional em torno da pista, que, em ‘meia dúzia’ de anos, alicerçada no Velódromo de Sangalhos, em Anadia, cresceu para uma inédita presença em Jogos Olímpicos, com o sétimo lugar no omnium de ‘Tata’ Martins, e pódios em Mundiais e Europeus.

Ivo é irmão gémeo de Rui Oliveira, outro convocado com várias medalhas em campeonatos da Europa, numa lista que fica completa com Daniela Campos e João Matias, opções às ordens do selecionador Gabriel Mendes.

Portugal está apurado, em masculinos, para as provas de omnium, madison, eliminação e scratch, podendo participar também nos pontos e na perseguição individual, e Maria Martins e Daniela Campos são elegíveis para as corridas do omnium, pontos, eliminação e scratch.

Sem Iúri Leitão, campeão europeu de scratch em título, conquistado já em agosto deste ano, estarão em Saint-Quentin-en-Yvelines os principais ‘pistards’ nacionais, todos na vertente endurance, que permite conjugar a estrada com a pista, longe da especialização da velocidade.

Ivo Oliveira, de 26 anos, soma resultados ao mais alto nível na perseguição individual, disciplina em que foi campeão europeu em 2020 e prata em 2017 e 2018, somando ainda outro segundo lugar nos Europeus de 2020, no madison, aí ao lado do irmão.

Por seu lado, Rui Oliveira foi campeão europeu de scratch em 2021, tendo ainda duas pratas e dois bronzes continentais, ao lado de vários pódios, como o irmão, em campeonatos do mundo para juniores.

Pioneira lusa em Jogos Olímpicos, Maria Martins, de 23 anos, soma já dois bronzes em Europeus, além do ‘metal’ conquistado no campeonato do mundo de 2020, em Berlim, com Daniela Campos, de 20 anos, a chegar como a mais jovem do quinteto, ainda que tenha já várias medalhas em campeonatos da Europa sub-23.

João Matias, o mais velho dos ciclistas convocados, com 31 anos, traz como principal resultado na pista a prata na corrida de eliminação dos Europeus de Grenchen, em 2021, somando, de resto, várias participações em Mundiais.

Além do prestígio de um pódio mundial, qualquer bom resultado em França contribui para o ranking e para o objetivo Paris2024, onde o selecionador assume a vontade de reforçar a participação, aumentando o contingente depois de um esforço pioneiro de Maria Martins.

O sistema de qualificação tem uma ponderação muito grande nos Mundiais de 2023, mas contam também as Taças das Nações 2022/23 e 2023/24, além dos Europeus, pelo que cada posicionamento na hierarquia conta.

Em Saint-Quentin-en-Yvelines, o quinteto tem novo teste ao que Gabriel Mendes chamou, em julho, um “processo contínuo e evolutivo”, numa entrevista à Lusa em que traçou o caminho desde a construção do Velódromo de Sangalhos, em 2009, e que ‘pedala’ a caminho de Paris2024, em cima das mesmas tábuas que percorrerão de quarta-feira a domingo.

Programa dos portugueses nos campeonatos do Mundo de ciclismo de pista:

- Quarta-feira, 12 out:

Scratch – corrida feminina (final).

- Quinta-feira, 13 out:

Eliminação – corrida feminina (final).

Scratch – corrida masculina (final).

- Sexta-feira, 14 out:

Omnium – corrida feminina (scratch, tempo, eliminação e pontos) (final).

Perseguição individual – corrida masculina (qualificação e finais).

Pontos – corrida masculina (final).

- Sábado, 15 out:

Omnium – corrida masculina (scratch, tempo, eliminação e pontos) (final).

- Domingo, 16 out:

Pontos – corrida feminina (final).

Madison – corrida masculina (final).

Eliminação – corrida masculina (final).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.