O ciclista estónio Rein Taaramäe (Astana) voltou este sábado às vitórias, ao impor-se na Volta a Múrcia, na qual o português Tiago Machado (Katusha) foi sétimo.

Promessa nunca confirmada da modalidade, Taaramäe mostrou que a mudança de ares para a equipa cazaque lhe fez bem, saltando do pelotão na subida até ao alto de Collado Bermejo, principal dificuldade dos 198,1 quilómetros da jornada, e gerindo uma vantagem que chegou a ser de dois minutos para cruzar a meta em solitário, com o tempo de 05:11.38 horas.

Nem o cansaço acumulado pelo esforço solitário, nem a curta inclinação antes da meta em Lorca, Múrcia, hipotecaram o triunfo do estónio de 27 anos, que viu o segundo classificado, o holandês Bauke Mollema (Trek), chegar dez segundos depois, na frente de um grupo em que também estava Tiago Machado.

O português da Katusha não foi o único ciclista nacional em evidência, já que o seu antigo companheiro de equipa José Mendes (Bora-Argon 18) foi 13.º, também a dez segundos do vencedor da prova espanhola.

Ricardo Vilela (Caja Rural) terminou a 10.50 minutos de Taaramäe, na 57.ª posição, enquanto o seu colega José Gonçalves desistiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.