Rúben Guerreiro (Trek-Segafredo) venceu hoje a prova de fundo dos Nacionais de ciclismo de estrada, em Gondomar, impondo-se numa corrida decidida nos 500 metros finais a Rui Vinhas (W52-FCPorto) e Ricardo Vilela (Manzana Postobon).

Guerreiro, de 22 anos e detentor do título de fundo em sub-23, cumpriu os 177 quilómetros da prova - 10 voltas a um circuito de 17,7 quilómetros - nos arredores do Porto, em 04:36.05 horas, deixando Vinhas e Vilela a três segundos.

A prova ficou marcada pela queda de Domingos Gonçalves (RP-Boavista) a cerca de cinco quilómetros da meta, quando seguia isolado e a caminho de juntar o título em linha ao conquistado na sexta-feira em contrarrelógio.

Com o ciclista ‘axadrezado’ fora da discussão da prova - que iniciara a última volta com uma vantagem de 50 segundos para o grupo perseguidor – Guerreiro, Vinhas, Vilela, José Gonçalves (Katusha-Alpecin) e Frederico Figueiredo (Sporting / Tavira) e Ricardo Vilela (Manzana Postobon) lançaram-se na discussão da prova, acabando o grupo por se desfazer na subida final de 500 metros.

Guerreiro acabou por ser o mais forte, ganhando uma preciosa vantagem logo no início da subida que se revelou decisiva para a conquista do seu primeiro título nacional em elites.

Domingos Gonçalves, o azarado do dia, foi sétimo a cruzar a meta, 32 segundos depois do vencedor.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.