Os candidatos à vitória da 75.ª Volta a Portugal em bicicleta enfrentam este domingo o primeiro momento decisivo, na quarta etapa, com final na mítica Senhora da Graça, onde o suíço Marcel Wyss (IAM Cycling) tentará defender a amarela.

A jornada de 181,4 quilómetros entre Arouca e o topo do Monte Farinha apresenta-se como um teste às forças dos favoritos a vestir de amarelo em Viseu, apresentando duas contagens de montanha de primeira categoria no percurso.

Depois de saírem da Arouca, onde às 12:05 será dado o tiro de partida, os corredores vão subir a Santo António, uma terceira categoria, situada logo aos 16 quilómetros.

Antes da segunda contagem do dia, em Bigorne (3.ª), o pelotão passará a meta volante de Castro Daire (55,1 quilómetros). Aos 116,1 quilómetros está situado o Alto da Cumieira, também de terceira categoria, e menos de 10 quilómetros mais à frente a meta volante de Vila Real.

Com a Senhora da Graça à distância, o percurso oferece uma primeira dificuldade, na barragem do Alvão, uma subida de primeira categoria, com uma pendente média de inclinação de 7,2 por cento, num total de 8,8 quilómetros.

À entrada de Mondim de Basto, no sopé do Monte Farinha, está a última meta volante do dia, que antecede o início da escalada à Senhora da Graça, a contagem de primeira categoria que coincide com a meta, depois de 8,2 quilómetros sempre a subir, com um desnível de 7,7 por cento.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.