O carismático antigo ciclista cazaque Alexandre Vinokourov foi afastado da direção desportiva da Astana, equipa que o próprio criou, a dois dias do arranque da 108.ª Volta a França, foi hoje confirmado.

A decisão sobre o vencedor de quatro etapas na ‘Grande Boucle’ e figura emblemática e controversa do pelotão na primeira década do século XXI foi confirmada hoje pela própria Astana, que alegou “motivos pessoais” para a despromoção do seu anterior ‘patrão’.

Em comunicado, a equipa cazaque detalhou que Vinokourov continua a integrar a formação, mas que deixará de ser responsável pela vertente desportiva.

Segundo o diário desportivo francês L'Équipe, que deu conta do afastamento de ‘Vino’, os advogados do mais bem-sucedido cazaque na história do ciclismo já estão a trabalhar para que este seja reintegrado, uma vez que refutam os motivos alegados pela nova administração da equipa.

A saída de Vinokourov coincide com a chegada de um novo patrocinador, a Premier Tech, e de uma nova administradora, Yana Seel, uma cazaque radicada na Bélgica.

Ainda de acordo com o L’Équipe, as relações da nova administração com o campeão olímpico de fundo em Londres2012 e vencedor da Vuelta2006 foram “tensas” nos últimos meses, e conduziram mesmo ao despedimento de diretores desportivos próximos a ‘Vino’.

A formação cazaque será dirigida no Tour pelo italiano Giuseppe Martinelli e pelo canadiano Steve Bauer e terá como principais figuras o dinamarquês Jakob Fuglsang e o cazaque Alexey Lutsenko.

A 108.ª Volta a França arranca no sábado, em Brest, e termina em 18 de julho, em Paris.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.