O Taiti conquistou este sábado o direito de disputar a final do Mundial de futebol de praia, graças a uma vitória diante da Itália nas grandes penalidades, por 3-1, após um empate a seis bolas, nas meias-finais do torneio.

Os taitianos exibiram um jogo de qualidade em Espinho, aproximando-se com frequência da baliza contrária, e abriram o marcador logo no arranque da partida. Taiarui, com um remate colocado, bateu Spada e fez o 1-0.

A Itália reagiu por Paolo Palmacci, que fez o 1-1, mas Labaste cabeceou para repôr a vantagem do Taiti. O primeiro intervalo chegou com 2-1 no marcador, vantagem justa face às oportunidades construídas pelo Taiti. No segundo período, Naea Bennett fez um remate acrobático de grande classe e conseguiu aumentar para 3-1.

A "azzurra" teve então várias oportunidades claras para virar o resultado mas demonstrava-se perdulária. Gabriele Gori ainda conseguiu reduzir a dois minutos do segundo intervalo, mas o taitiano Tavarnae aumentou para 4-2 pouco depois, com um remate forte e traiçoeiro.

O número 7 italiano, Dario Ramaciotti, dispôs de um livre no arranque do terceiro e último período e não perdoou, batendo Torohia e reduzindo para 4-3, mas nova resposta não tardou: Naea Bennett, de cabeça, "bisou" no jogo e fez o 5-3. Mais uma vez de livre, a Itália voltou a reduzir, agora por Di Palma.

Os ânimos começaram a aquecer nos minutos finais e o 6-4 taitiano chegou a cerca de três minutos e meio do final do encontro, na marcação de uma falta, por Patrick Tepa. Corosiniti, também na marcação de um livre, reduziu para 6-5. Gabriele Gori dispôs então de uma grande penalidade e conseguiu converter à segunda, depois de ter permitido a defesa inicial a Torohia. A dois minutos do final do jogo, a Itália conseguia igualar a seis bolas.

O encontro foi então para três minutos adicionais de prolongamento e a Itália teve uma oportunidade de ouro para conquistar a vantagem num livre, mas a bola foi direta ao poste da baliza taitiana. Sem qualquer golo marcado no prolongamento, o desempate fez-se através da marcação de grandes penalidades.

O taitiano Taiarui foi chamado a bater o primeiro penálti e não falhou, mas o italiano Franetti, logo de seguida, também não desperdiçou. Bennett marcou de seguida e fez o 2-1 para o Taiti e o italiano Palmacci permitiu a defesa de Torohia, que deixou o Taiti a um golo da vitória. A responsabilidade pertenceu a Li Fung Kuee, que marcou e garantiu a presença do Taiti na final do torneio.

No encontro derradeiro, o Taiti vai defrontar Portugal ou Rússia, que se defrontam na segunda meia-final da competição.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.