O internacional português de futsal André Coelho declarou hoje que “acabou a festa” para a seleção nacional, após os títulos mundial e europeu consecutivos, e desejou “foco total” no futuro, citado pela Federação Portuguesa de Futebol.

“É a continuação do trabalho, os títulos que conquistámos já fazem parte do passado e agora o que importa é o que vamos fazer daqui para a frente. Acabou a festa e agora é foco total nesta nova etapa que aí vem”, disse o fixo do FC Barcelona.

Coelho é um dos 15 convocados pelo selecionador Jorge Braz para um estágio que inclui jogos de preparação com a Bélgica, na quinta-feira e no sábado, respetivamente em Gondomar e Santo Tirso.

“Ganhar títulos pela seleção nacional é sempre dificílimo. Somos vistos com outros olhos, todos olham para nós como o alvo a abater. A nossa tarefa é cada vez mais exigente. Vamos procurar manter a competitividade e o nosso nível", continuou.

A partida de Gondomar vai servir também para homenagear “o melhor jogador de futsal de todos os tempos”, Ricardinho, entretanto retirado do palco internacional com as ‘quinas’ ao peito.

“Nunca ninguém chegou perto do nível dele e acho que dificilmente alguém chegará. É uma homenagem mais que justa ao maior embaixador da modalidade. É um colega e amigo que sempre deu tudo por nós. Pena para nós que será a última vez que vamos contar com ele dentro de campo", afirmou Coelho.

Em 06 de fevereiro, Portugal venceu a Rússia (4-2), na final do Europeu2022, realizado nos Países Baixos, revalidando o cetro que já lhe pertencia desde 2018, na Eslovénia, onde a equipa das ‘quinas’ derrotou a Espanha na final (3-2, após prolongamento). Em 2021, foi a vez de um inédito Mundial, na Lituânia, com um triunfo por 2-1 à Argentina.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.