Depois de uma primeira época recheada de sucessos como treinador dos encarnados, André Lima assegura para a nova época o Benfica quer manter a mesma imagem ganhadora. Até porque, frisa, «se com todas as dificuldades com que nos deparámos conseguimos ser campeões, o que se segue será com toda a certeza, muito positivo».

Assume que correu um risco ao ter aceitado o convite para treinar os encarnados e sublinha que a crítica nem sempre foi a mais justa:

«Quando cheguei ao Benfica, como jogador, tinha 30 anos, e muita gente duvidou de mim. Tive de provar que era uma boa aposta e agora tenho que fazê-lo como treinador. Além disso, já nesta nova fase, mesmo quando jogámos bem , o que aconteceu na maioria das vezes, as vozes críticas continuaram sempre a atacar-nos.»

André Lima recorda a vitória na Taça de Portugal como o momento mais marcante da época e não esconde que tem saudades de jogar.

«Quando vejo os meus atletas entrar em campo de mãos dadas sinto algo indescritível, mas agora as funções são outras.»

Para o futuro não faz promessas, mas acredita num Benfica ao nível do da época passada.

«O Benfica vai ser uma equipa pragmática, com o primeiro objectivo a ser sempre ganhar os jogos. Depois sim, face aos valores que temos, temos também a responsabilidade de jogar bem e dar espectáculo… mas isso só vai acontecer depois de o primeiro objectivo estar assegurado. Ambição, motivação e solidificação das rotinas de vitória. Queremos continuar a fazer história no Benfica e ser campeão da Europa é uma das metas.»

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.