A falha de energia eléctrica, que se estende a toda a capital cabo-verdiana, ocorreu ainda durante a primeira parte do jogo de atribuição do terceiro lugar, entre um “misto” de Santiago e a Academia de Futebol Carlos Alhinho, da Ilha de São Vicente (0-0).

A segunda e derradeira jornada do torneio, que conta ainda com o tetracampeão angolano, Toyota Luanda, teve início com uma hora e meia de atraso por as duas equipas terem apresentado equipamentos idênticos, no Pavilhão Vavá Duarte.

A organização da prova, contactada pela Agência Lusa, afirmou desconhecer se a competição vai ter continuidade ou se vai ser dada como encerrada devido à presença de equipas estrangeiras.

O torneio, apadrinhado pela glória do futebol, da selecção portuguesa e do Benfica, Eusébio, presente em Cabo Verde, começou sábado, com os angolanos a baterem a selecção de Santiago por 3-2, após prolongamento, e o Benfica a golear a Academia de Futebol Carlos Alhinho por 8-1.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.