Uma semana depois de terem iniciado a época com a conquista da Supertaça, após um triunfo por 1-0 sobre o vice-campeão Belenenses, os "encarnados" entraram no campeonato a vencer, muito por culpa de Joel Queirós, autor de três dos cinco golos das "águias".

Resgatado àquela que é considerada a melhor Liga do Mundo, a espanhola, Joel Queirós, que representava o Navarra, inaugurou o marcador (06 minutos) e sentenciou praticamente o encontro com dois golos em menos de um minuto no segundo tempo (28 e 29).

A Fundação Jorge Antunes entrou mais "atrevida" e criou duas grandes ocasiões logo a abrir: na primeira, Bebé negou, com uma grande defesa, o golo inaugural a Gabri e na segunda Tiago acertou no "ferro" da baliza "encaranda".

Depois do susto inicial, o Benfica passou a equilibrar o encontro e chegou à vantagem aos seis minutos, num lance que nasceu num livre cobrado por Ricardinho, que "sobrou" para um remate frontal de Joel Queirós.

Na sequência de uma falta assinalada a Joel, que mereceu alguma contestação dos benfiquistas, a Fundação repôs a igualdade com justiça, graças a um pontapé certeiro de Fábio, servido pela cobrança de Diego.

O jogo entrou numa toada de "parada e resposta", com um punhado de lances perigosos nas duas balizas, mas foi o Benfica a voltar para a frente do marcador quase em cima do intervalo, com Ricardinho a desviar com sucesso um remate cruzado de César Paulo.

Na segunda parte, o equilíbrio manteve-se até Joel Queirós ter acabado praticamente com as dúvidas com dois golos de rajada, colocando o Benfica a vencer por 4-1 à entrada para os últimos 10 minutos.

Zé Maria, uma aposta de André Lima para a segunda parte, fechou a contagem benfiquista a seis minutos do fim, tempo suficiente ainda para Fábio (37) e Miguel Almeida (40) colocarem alguma justiça no marcador, com mais dois golos para a equipa de Vizela.

Ao intervalo: 2-1.

Marcador:

1-0, Joel Queirós, 06 minutos.

1-1, Fábio, 11.

2-1, Ricardinho, 17.

3-1, Joel Queirós, 28.

4-1, Joel Queirós, 29.

5-1, Zé Maria, 34.

5-2, Fábio, 37.

5-3, Miguel Almeida, 40.

Sob a arbitragem de Armando Veríssimo e Pedro Peixoto, as equipas alinharam:

- Benfica: Bebé, Pedro Costa, Arnaldo, Gonçalo Alves e Ricardinho. Jogaram ainda César Paulo, Davi, Joel Queirós, Marinho e Zé Maria.

- Fundação Jorge Antunes: Vítor Hugo, Eskerda, Gabri, Esteves e Tiago. Jogaram ainda Miguel Almeida, Pedro Coelho, Paulo Leite e Fábio.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.