O selecionador português de futebol feminino, Francisco Neto, antecipou hoje um Portugal dominador, mas equilibrado e concentrado, para evitar surpresas na receção de quinta-feira a Israel, em jogo da qualificação para o Mundial2023.

“Acredito que será um jogo de domínio de Portugal à procura do golo, mas, sem dúvida nenhuma, temos de estar sempre muito equilibrados e muito concentrados para, no momento de perda, não sermos apanhados desorganizados”, apontou o selecionador, que vai cumprir o seu jogo 100 no comando técnico da equipa portuguesa.

Israel, que ainda não venceu nesta fase de qualificação e em casa foi goleado por Portugal (4-0), está em processo de mudança no cargo de selecionador, com Francisco Neto a prever ligeiras alterações ao seu modelo habitual.

“É uma equipa aguerrida, muito disponível e que vai protelando o jogo, procurando, quando tem bola, explorar os espaços na possível desorganização do adversário”, apontou sobre o jogo de quinta-feira, marcado para o Estádio Municipal de Portimão, às 18:00.

O objetivo do selecionador português passa por colocar o foco das suas jogadoras no que Portugal pode e tem de fazer para ultrapassar este obstáculo, antes da receção à Alemanha, líder do grupo, na terça-feira, em Faro.

“O foco está neste jogo. Foi aquilo com que nos comprometemos. Num apuramento onde só tens dez jogos, sem dúvida nenhuma de que cada um é uma final. Queremos três pontos para continuar a depender só de nós nesta caminhada”, afirmou Francisco Neto.

Com o empate (1-1) na Turquia “ainda um bocadinho por digerir” e 10 pontos já conquistados, o selecionador disse estar satisfeito com o comportamento da equipa nos primeiros quatro jogos de apuramento.

“Queríamos nestes quatro jogos ser competitivos e organizados, fazer as coisas bem. É isso que temos feito e o que temos planeado. É continuar nessa organização, competitividade, querer e ambição e, se assim for, estaremos mais próximos do sucesso”, frisou.

Francisco Neto afirmou que a seleção “quer muito” o apuramento para uma inédita presença em fases finais de Mundiais, mas que “tem um grande percurso a percorrer até lá chegar”.

A defesa central Diana Gomes também antecipou o jogo com Israel, afirmando que “seria bom repetir” a vitória em solo israelita.

“E se pudermos fazer mais golos ainda melhor. É um passo de cada vez e esperemos que os golos surjam durante o jogo. O apuramento para o Mundial é um sonho para todas nós e estamos a trabalhar todos os dias para o realizar”, acrescentou.

Portugal ocupa o segundo lugar do Grupo H da fase de qualificação europeia, com 10 pontos em quatro jogos, a dois da líder Alemanha, seguindo-se Turquia (quatro), Sérvia (três), Israel (zero) e Bulgária (zero), estas quatro com menos um jogo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.