A direção da Associação Nacional de Treinadores de Futebol (ANTF) aprovou hoje “por unanimidade e aclamação” um voto de louvor ao selecionador português de futsal, Jorge Braz, pela conquista do título mundial.

O voto, “também extensivo à sua equipa técnica e a todos quantos estiveram presentes nesta conquista do campeonato do mundo”, serve para enaltecer o contributo dado “para o enaltecimento da classe, da modalidade e do país”.

A ANTF lembra que Jorge Braz é “associado e membro honorário” e ressalva o “feito histórico que ficará para sempre gravado no memorial de todos os desportistas”.

“Mais um passo importantíssimo na projeção do futsal português, e na exponenciação da classe dos treinadores de futsal portugueses”, acrescenta a associação em comunicado.

A seleção portuguesa de futsal sagrou-se no domingo pela primeira vez campeã mundial, ao vencer por 2-1 a Argentina, que detinha o título, na final do Campeonato do Mundo de 2021, disputada em Kaunas, na Lituânia.

Portugal chegou a deter uma vantagem de dois golos, graças ao 'bis' de Pany Varela, aos 15 e 28 minutos, mas a seleção sul-americana, que defendia o título mundial conquistado em 2016, na Colômbia, reduziu por Claudino, aos 28, e manteve a incerteza até ao fim.

Portugal, que tinha como melhor resultado de sempre na competição o terceiro lugar alcançado em 2000, na Guatemala, tornou-se o quarto país a erguer o troféu, depois de Brasil, Espanha e Argentina, juntando o título mundial ao europeu, que conquistou, também pela primeira vez, em 2018, na Eslovénia.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.