Declarações após o jogo Benfica-Sporting (1-1), da terceira jornada do grupo C da Ronda de Elite da Liga dos Campeões de futsal, disputado hoje no Pavilhão João Rocha, em Lisboa:

Jogo: "A primeira palavra vai para os meus jogadores, que trabalharam e acreditaram. Justificámos muito mais do que aconteceu. A segunda palavra vai para os adeptos, que hoje nada nem ninguém os demoveu de nos apoiar. Na primeira parte, o Sporting foi melhor do que o Benfica, teve mais qualidade de bola, foi muito mais agressivo a defender e tivemos muitas dificuldades."

Segunda parte: "Depois de estarmos a vencer por 1-0, o empate surge de um lance que é originado pela sexta falta, mas o Benfica na primeira parte não cometeu seis faltas. O empate até penalizava a produção do Sporting. Na segunda parte, foi um jogo de sentido único e obrigámos o guarda-redes do Sporting a intervir. Fizemos tudo o que estava sob o nosso controlo para o segundo golo. Termina aqui a nossa caminhada europeia, a interna está viva e é aí que concentramos atenções."

Sobre a aposta no suplente Cristiano: "Os jogadores são especialistas em determinado tipo de funções. O Cristiano é especialista no nosso plantel a defender livres de 10 metros, mas não quer dizer que os vá parar todos. É uma situação normal."

Sobre o impacto da eliminação europeia: "O nosso objetivo era atingir a 'final four'. Não estamos satisfeitos, mas estou orgulhoso e honrado pela forma como nos apresentámos nestes três jogos. Lutámos até à exaustão. Estivemos até à buzina dentro do objetivo do golo. Afeta diretamente que no fim de semana de abril ou maio em que houver a 'final four' não há competição para nós. Seguimos, tal como até aqui, convictos das nossas capacidades."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.