Jorge Braz, selecionador português de futsal, considera que o 4º lugar obtido no Mundial da Colômbia sabe a pouco, depois da prestação de muito bom nível de Portugal.

"Sabíamos claramente que a semana dos oitavos e dos quartos de final seria a decisiva. O jogo decisivo para dar o clique e melhorar a classificação em relação ao último Mundial seria os quartos de final. Estamos orgulhosos, mas não satisfeitos com o facto de não trazermos nenhuma medalha", afirmou o técnico, à chegada da comitiva portuguesa ao Aeroporto de Lisboa.

Questionado sobre se se arrepende de alguma decisão, Jorge Braz assegurou que nada mudaria, excepto nos dois minutos na partida com a Argentina, encontro em que Portugal acabou por sofrer muitos golos e viu assim inviabilizada a sua qualificação para a final do Mundial.

"Mudaria dois minutos no jogo com a Argentina. No final é muito fácil ser treinador, mas há coisas que não conseguimos controlar", finalizou.

Depois de eliminado nas meias-finais com a Argentina, Portugal perdeu ainda o bronze frente ao Irão, jogo de atribuição do último lugar do pódio, no desempate por grandes penalidades (4-3).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.