A seleção portuguesa de futsal bateu no sábado o Japão, por 4-1, em Matosinhos, e inicia o ano a vencer, no primeiro de dois encontros particulares frente à seleção nipónica, com todos os tentos lusos apontados no primeiro tempo.

Na resposta à desilusão com a Geórgia a encerrar o ano transato – primeira derrota em sete anos –, o conjunto luso assegurou um triunfo com golos de Diogo Santos, aos sete minutos, Eduardo Sousa, aos oito, Edmilson Kutchy, aos 13, e Bruno Coelho, aos 19, perante um adversário que ainda reduziu na segunda metade por António Hirata, aos 26.

Em alta rotação desde os momentos iniciais, a turma das ‘quinas’ inaugurou o marcador por Pany Varela, após tabela com o pivô Zicky Té, que segurou e devolveu o esférico de calcunhar para o jogador do Sporting inaugurar o marcador com um forte remate, quando estavam disputados sete minutos.

Logo no minuto seguinte, pouco depois da partida ter reaberto, Eduardo Sousa fez o golo de melhor efeito da noite, quando aproveitou o adiantamento do guardião nipónico para rematar desde a baliza por si defendida, com a bola a sobrevoar toda a quadra e a descer na direção da baliza, fazendo um ‘chapéu’.

Aos 13, os comandados de Jorge Braz chegavam à vantagem de três golos, por intermédio de Edmilson Kutchy, que, após uma sequência de passes, utilizou uma receção orientada para se livrar do marcador direto e arrancar em velocidade pela esquerda, jogada que culminou com uma finalização para o fundo das redes.

O quarto tento, que materializava uma primeira parte a roçar a perfeição dos lusos, de domínio claro sobre o adversário, foi da autoria de Bruno Coelho, na cobrança de um livre à entrada da área, com a bola a entrar rasteira junto ao poste (19 minutos).

No segundo tempo, o ritmo e o fluxo de oportunidades baixaram um pouco, mas nem por isso Portugal deixou de criar situações flagrantes, como o remate ao poste de Pany Varela, em excelente jogada ofensiva de envolvimento coletivo, logo no terceiro minuto após o regresso dos balneários.

Ainda assim, seria a seleção japonesa a única a marcar no segundo tempo, por António Hirata, quando se jogava o 26.º minuto, na sequência de uma perda de bola proibitiva de Diogo Santos, aproveitada pelo pivô para reduzir a desvantagem.

Até final, não houve mais alterações no marcador, com Portugal a registar uma vitória no primeiro de dois jogos de preparação para a fase final do Campeonato do Mundo 2024, que se realizará no Uzbequistão, entre 14 de setembro e 6 de outubro de 2024.

As duas seleções voltam a defrontar-se na próxima segunda-feira, também no Centro de Desportos e Congressos de Matosinhos, pelas 20h00.

Jogo realizado no Centro de Desportos e Congressos de Matosinhos.

Portugal – Japão, 4-1.

Ao intervalo: 4-0.

Marcadores:

1-0, Diogo Santos, sete minutos.

2-0, Eduardo Sousa, oito.

3-0, Edmilson Kutchy, 13.

4-0, Bruno Coelho, 19.

4-1, António Hirata, 26.

Equipas:

- Portugal: Eduardo Sousa, João Matos, Erick Mendonça, Pany Varela e Bruno Coelho. Jogaram ainda André Correia, Afonso Jesus, Tomás Paçó, Diogo Santos, Edmilson Kutchy, Carlos Monteiro, Pauleta, Bruno Pinto, Lúcio Rocha e Zicky Té.

Treinador: Jorge Braz.

- Japão: Fábio Fiuza, Tomoki Yoshikawa, Yuta Tsutsumi, Sora Kanazawa e Kazuya Shimizu. Jogaram ainda Guilherme Kurumoto, Takuya Uehara, Kentaro Ishida, Kaito Yamada, Keita Nakashima, António Hirata, Kokoro Harada, Takumi Nagasaka, Shunta Uchida, Kazuhiro Nibuya, Yusei Arai e Shoto Yamanaka.

Treinador: Kenichiro Kogure.

Árbitros: David Urdanoz (Espanha) e Pablo Delgado Sastre (Espanha).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para António Hirata (6), Tomoki Yoshikawa (19) e Shimizu Kazuya (27).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.