Num ambiente fantástico no pavilhão de Loures, o Sporting venceu o Benfica pela terceira vez consecutiva e sagrou-se em sua casa, perante os seus adeptos, bi-campeão nacional.

O jogo até começou muito mal para o Sporting que se viu na primeira parte a perder por 3-0, mas numa reacção de grande garra que começou na final da primeira parte e se prolongou até ao término do encontro, os leões conseguiram recuperar da desvantagem e chegar ao 3-3 durante o tempo regulamentar.

No prolongamento, Leitão marcou o tão ansiado golo da reviravolta e Pedro Cary aumentou para 5-3. Houve tempo ainda para um auto-golo de João Matos que colocou o placard em 5-4.

Durante toda a partida, marcaram para o Sporting Marcelinho (17’ e 25’), Alex (26’), Leitão (44’) e Pedro Cary (47'). Já para a equipa encarnada, Joel Queirós (5’), César Paulo (14’ e 16’) e João Matos (auto-golo 48') foram os autores dos golos.

Com esta conquista, a equipa de Alvalade atinge três marcas históricas na modalidade:

- É a primeira equipa a conquistar o título com três vitórias nos três primeiros jogos, desde que o play-off se disputa à melhor de cinco partidas.
- É a primeira formação a vencer na mesma temporada Supertaça, Taça de Portugal e Campeonato.
- É ainda a primeira equipa a sagrar-se campeã na final do play-off, sem ter vencido a fase regular.

Cinco inicial Benfica: Victor Hugo, Arnaldo, César Paulo, Gonçalo e Diego Sol;
Jogaram ainda: Pedro Costa, Davi, Marinho, Diece;
Cinco inicial Sporting: João Benedito, Divanei, Alex, Marcelinho e Caio Japa.
Jogaram ainda: Pedro Cary, Deo, Leitao, Djô, João Matos;

Andamento marcador: 0-1, 0-2, 0-3, 1-3, 2-3, 3-3, 4-3, 5-3 e 5-4;

Cartões Amarelos: Gonçalo, Joel Queirós, Cristiano, João Benedito, César Paulo
Cartões Vermelhos: Bebé, Divanei.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.